http://www.acigra.com.br

Acigra firma acordo com Lojas Paludo para construir nova sede 25/07/2019 18:31

a

Acigra firma acordo com Lojas Paludo para construir nova sede

 

Reportagem: Seguinte:

Foto: GES

Um prédio de quatro andares a ser construído pela empresa Vila Romana, do Grupo Paludo, vai mudar o visual no centro da cidade no prazo de dois anos. Trata-se da nova sede da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí (Acigra), cujo contrato foi assinado no começo da tarde de hoje pelo presidente da entidade, Régis Albino Marques Gomes, e o diretor presidente da Rede de Lojas Paludo, David Paludo.

O investimento é de aproximadamente R$ 10 milhões e, no imóvel, os dois andares inferiores com acesso pelas ruas Doutor Luis Bastos do Brado e Prefeito José Link, ficará a filial número 50 da Lojas Paludo. Na outra esquina, da José Link com Coronel Sarmento, será o acesso aos dos andares superiores onde ficará a sede da Acigra com sua sede administrativa, sala de reuniões e todos serviços oferecidos aos associados.

O contrato firmado hoje (25/7) entre Acigra e Paludo, após uma reunião coma diretoria da entidade empresarial em que o acordo foi esmiuçado, prevê que a obra seja custeada integralmente pelo Grupo Paludo. Pela cedência do terreno a Acigra será compensada com os dois andares em que vai funcionar sua sede.

A Acigra entrou nesta parceria cedendo o terreno, a Paludo faz a construção do prédio e o pagamento pelo nosso imóvel será com os dois andares. A nossa entidade não terá que arcar com ônus algum e vai ganhar uma sede nova, muito mais ampla e moderna — disse o presidente Régis.
PARA SABER
1. A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí usa o mesmo endereço como sede desde que foi fundada, há 90 anos comemorados neste ano de 2019.

2. Atualmente a sede da Acigra possui cerca de 400 metros quadrados para acomodar a área administrativa, serviços e atendimento ao público.

3. Nas novas instalações, de acordo com a arquiteta Cleiraci Giacomelli, da AupConsult – Arquitetura e Urbanismo, responsável pelo projeto, a Acigra terça cerca de 1,5 mil metros quadrados.

4. O projeto já passou pela análise e aprovação na Prefeitura de Gravataí, tem todas as licenças necessárias e a obra deve começar no prazo de três a quatro meses.

5. O prazo para que a Construtora Vila Romana entregue o prédio para o corte da fita inaugural para entrada em funcionamento da loja e Aciga é de dois anos.

6. A primeira filial da Lojas Paludo em Gravataí vai empregar cerca de 30 funcionários, e o diretor-presidente David Paludo não descarta a hipótese de outras lojas serem instaladas na cidade.

Novos serviços

O presidente da Acigra, Régis Albino Marques Gomes, projeta que com a nova sede será possível agregar mais serviços a serem disponibilizados aos associados da entidade. Isso reforça, segundo Régis, o posicionamento da Acigra como uma das maiores entidades representativas do empresariado, em todo o Rio Grande do Sul. Ele até projeta um crescimento de cerca de 50% no número de associados, dos atuais 800 para algo em orno de 1.200.

Porque a Paludo

O presidente da Acigra disse que várias outras propostas e sondangens por parte de empresários e investidores chegaram à diretoria da entidade e foram analisadas, e que a opção pela rede de Lojas Paludo se deu por alguns fatores, dentre eles a forma como o acordo foi fechado, sem qualquer custo à Associação Comercial e Industrial de Gravataí.

Além disso é uma rede que tem o associativismo muito presente em sua filosofia de trabalho. Um dos proprietários, o David, é desse meio, e isso nos deixou muito a vontade, nos sentimos muito confortáveis para fazer este negócio — explicou.

FALA, DAVID

Para a nossa empresa hoje é um dia histórico. Estamos celebrando um contrato que é uma via de duas mãos. Não é algo como a Paludo chegar aqui e usufruir da comunidade, tão somente, como muitas empresas fazem. Nós estamos colocando um alicerce na cidade, e a base é muito sólida.

David Paludo
Diretor-presidente da rede de Lojas Paludo


Revista Acigra

Planos de Saúde

Orientação Tributária

Mantenedores Parceiros Voluntários