http://www.acigra.com.br

Coordenador executivo da CACB acompanha projeto ‘Cozinha lean 4.0’ de Camaçari 30/01/2019 7:48

shutterstock_605311271-670x462Coordenador executivo da CACB acompanha projeto ‘Cozinha lean 4.0’ de Camaçari

A iniciativa representa o sucesso da sinergia entre os programas Empreender Competitivo e AL-Invest 5.0, ambos executados pela CACB

 

O coordenador executivo da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), Carlos Rezende, juntamente com o vice-presidente da Micro e Pequena Empresa da CACB, Luiz Carlos Furtado, realizaram uma visita, nos dias 13 e 14 de dezembro de 2018, à Associação Comercial e Empresarial de Camaçari (ACEC), na Bahia.

A visita teve como objetivo o acompanhamento do projeto ‘Cozinha lean 4.0’, desenvolvido pelo Núcleo de Bares e Restaurantes da ACEC. A iniciativa é contemplada com recursos do Empreender Competitivo 2017-2019, programa executado pela CACB, com recursos do SEBRAE, para o desenvolvimento da competitividade de 1.085 micro e pequenas empresas brasileiras, e do AL-Invest 5.0, programa da União Europeia executado no Brasil pela CACB.

O núcleo existe graças ao trabalho realizado durante o último convênio com o SEBRAE, no Empreender Convencional, que foi coordenado pela Federação das Associações Comerciais do Estado da Bahia (FACEB).

Rezende destacou o potencial do projeto, exaltando os casos de sucesso dos participantes: “Muitos empresários ficam receosos de empreender conjuntamente, mas, com esse núcleo, podemos ver diversos exemplos positivos. As empresas do núcleo, desde as grandes às pequenas, foram beneficiadas e obtiveram ganhos expressivos em muito pouco tempo. O Empreender Competitivo, quando bem conduzido dentro da Associação, consegue trazer esse tipo de resultado para as empresas associadas, independentemente do porte da entidade”, explica.

Ocorreram reuniões com o gestor do ‘Cozinha lean 4.0’, os empresários participantes do projeto e o presidente da ACEC, Jackson Alan. A maior empresa do núcleo, Bibi Gourmet, conta com 72 empregados e possui investimentos em  equipamentos de última geração. O Empreender possibilitou à empresa melhorar processos, capacitar mão de obra e reduzir tempo de produção. Houve mudanças nos turnos para evitar ociosidade de funcionários, além de outras medidas implementadas, como a padronização das receitas e o exercício da produção sem desperdício. Segundo o empresário Thaybe Pinheiro, diretor da empresa, o que há de mais positivo na cultura lean é o pensamento prático e enxuto: “Hoje em dia minha mente trabalha da seguinte forma: isso agrega alguma coisa pra minha empresa? Caso agregue, é investimento, caso contrário, estamos gastando dinheiro sem necessidade”.

 

Do risco de mortalidade à estabilidade

Micro e pequenas empresas estão sujeitas ao risco de mortalidade, principalmente nos primeiros anos de atividade. Rita Santos, dona da empresa Estação da Gula, quase chegou a fechar as portas. Nesse caso, segundo Rita, o Empreender Competitivo se mostrou um aliado: “Alguém com visão externa pode indicar soluções e sugestões que alavancam o negócio. A experiência vivida com a consultoria lean nos ajudou muito nesse sentido. Nos fez pensar ‘fora da caixa’, conhecer e acessar ferramentas que transformam nossa realidade”.

A empreendedora conta que o restaurante passou por mudanças nos processos de compra e contabilidade, obtendo uma redução de gastos de R$7 mil por mês: “Empreender é ver na dificuldade uma oportunidade. Foi isso que eu e minha equipe nos propusemos a fazer. Otimizamos os processos, reduzimos gastos e procuramos incessantemente alternativas. Não é fácil. Foco e perseverança são e foram fundamentais para a mudança do quadro. É importante também lembrar que o empreendedor é a locomotiva, mas o time forma os vagões. Se não estiverem juntos na viagem não funciona”, aponta a empresária.

 

Sinergia com o AL-Invest 5.0

 

Em 2018, a CACB se empenhou em promover uma sinergia entre seus dois maiores projetos de apoio a micro e pequenas empresas: o Empreender Competitivo e o AL-Invest 5.0. O projeto Cozinha lean 4.0 foi um dos exemplos dessa parceria.

 

“A cooperação entre os dois programas impulsiona a realização do objetivo pelo qual a CACB trabalha há mais de 20 anos, que é o crescimento de micro e pequenas empresas através da cultura do associativismo”, ressaltou o presidente da ACIGRA, Régis Albino Marques Gomes.

 

No total, foram investidos R$ 6.000,00 pela iniciativa europeia em atividades de criação, desenvolvimento e manutenção de núcleos setoriais e melhora de produtos/serviços existentes. 12 empresas foram beneficiadas.

 

Os empreendedores participantes acreditam que o apoio do AL-Invest 5.0 significou a aceleração e materialização das ações do projeto, além de ter motivado os empresários por poderem contar com o apoio do maior programa de cooperação internacional da União Europeia na América Latina.

 

Empreender Convencional

Aproveitando a ocasião, também foi feita uma avaliação do Empreender Convencional na ACE, executado entre os anos de 2015 e 2017. A reunião abordou pontos como os núcleos setoriais criados, empresas participantes, principais ações realizadas, resultados para as empresas e para a Associação Comercial, além de críticas e sugestões.

 

Pela Assessoria de Comunicação dos programas Empreender e AL-Invest 5.0


Revista Acigra

Planos de Saúde

Orientação Tributária

Mantenedores Parceiros Voluntários